O mercado de trabalho nas diversas escalas do paisagismo

Avaliação do Usuário

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

O paisagismo sempre trabalha com espaços coletivos. O que difere são as diferentes escalas de dimensão e de uso. São sempre espaços destinados para a convivência social desde a casa de uma família específica, metrópoles ou parques nacionais.

O primeiro mercado de trabalho dos paisagistas no Brasil foi o jardim residencial de alto padrão que abrange o espaço externo dos lotes das residências unifamiliares. Aqui o profissional trabalha as relações das visuais internas e externas, o recuo frontal como cenário visto da rua, o tratamento dos muros, as áreas de lazer com programa que atende o gosto e a cultura específica daquela família. Hoje, com o aumento dos profissionais, esse mercado vem se popularizando para as moradias da classe média com espaços mais reduzidos e soluções bastante criativas e econômicas.

benedito abbud projeto paisagistico 1

Posteriormente, se desenvolveu outro mercado, as áreas externas dos edifícios multifamiliares. Nesse caso, o programa vai atender os futuros moradores que pertencem ao público alvo a que o empreendimento se destina. Assim o lazer pode atender às famílias jovens com crianças, descasados, público gls, casais mais idosos cujos filhos já saíram de casa, idosos, etc. Nesses diferentes universos, o paisagismo vai trabalhar além dos jardins que trazem a "natureza" no meio urbano, os equipamentos de lazer que serão uma nova extensão dos apartamentos que estão cada vez menores em função do seu alto custo. Em outras palavras, mora-se em poucos metros quadrados e aqueles equipamentos que seriam pouco utilizados na residência como piscinas, playgrounds, salão de festas, jogos e ginástica, são compartilhados e mantidos por todos os condôminos.

benedito abbud projeto paisagistico 2

Outro mercado que está acontecendo ultimamente são as quadras abertas dos empreendimentos de múltiplos usos que misturam torres de escritórios, moradias, lojas, restaurantes, praça de alimentação e até cinemas e teatros. São espaços privativos, mas destinados a uma coletividade maior, do bairro e até de abrangência metropolitana quando atendidos por transporte público eficiente. Esses locais em geral limpos, seguros e bem mantidos estão utilizando as áreas verdes mínimas, as áreas permeáveis obrigatórias e ainda se aproveitando das sábias leis que aumentam o potencial construtivo quando se criam espaços de fruição, praças que surgem quando se usa até a metade do terreno para a construção, etc.

benedito abbud projeto paisagistico 3

Mas o mercado que devemos conquistar agora são os totalmente públicos, usados por todos os cidadãos, e são a grande maioria dos espaços livres pertencentes ao universo da cidade. Este enorme mercado de trabalho já é prioritário em muitos países desenvolvidos. São as calçadas, alamedas, canteiros centrais, parklets, pocket parks, praças, parques, etc. Espaços abertos onde as pessoas circulam, contemplam e vivenciam as cidades.   Nesse caso os clientes são os órgãos públicos formados por prefeituras, governos estaduais e federais.

benedito abbud projeto paisagistico 4

Precisamos demonstrar que o investimento nesses espaços além de trazer a natureza para o meio urbano, melhora a qualidade de vida das pessoas, o meio ambiente e principalmente cria beleza aumentando a dignidade e o orgulho dos cidadãos.

benedito abbud assinatura

www.beneditoabbud.com.br

Adicionar comentário


Código de segurança Gerar novo código

Publicidade

Newsletters

Cadastre-se e receba  nossas novidades.

Siga-nos

Siga nossas redes sociais

facebook verde twitter verde Instragran verde