PORQUE SER PAISAGISTA? PARA QUE SER PAISAGISTA?, por Raul Cânovas

Avaliação do Usuário

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

PORQUE SER PAISAGISTA?

Raul_canovas_1 Raul_canovas_2

Antes de decidir-se pela arte de criar jardins, pergunte-se: qual o motivo de optar por isso? É o glamour, os rendimentos, a chance de se tornar famoso? Se as respostas forem essas, considere que ainda lhe faltam fundamentos essenciais. O paisagista precisa ter algo de mágico, para transformar devaneios em imagens bucólicas, mas também deve ter consciência de que terá que se embrenhar pelos caminhos do conhecimento científico que lhe servirão de suporte para seu trabalho. Entre as muitas razões para esta escolha não esqueça que em algum momento você irá se perguntar se esta era sua verdadeira vocação.

 

PARA QUE SER PAISAGISTA?

Raul_canovas_3 Raul_canovas_4

Enquanto o “porque” encontra sua justificativa por algo que decidimos lá atrás, o “para que” pede a resposta das consequências do que faremos como paisagistas. Se o resultado for o de criar algo que pede manter os olhos abertos para que a alma das pessoas possam sentir deleite, teremos conseguido um bom objetivo. E se essas mesmas pessoas sentirem que o jardim lhes ensina uma lição de cores e de formas fundamentais, você terá a resposta a essa pergunta. Sentirá também a plena felicidade de ser cúmplice do Sol, que dança nessa paisagem inventada até deitar-se no horizonte, alegre como você, por ter acariciado a natureza tornando-se paisagista.

 

Esta crônica foi publicada no Anuário Digital de Paisagismo.

 

Contato:

Raul Cânovas | Paisagista

www.raulcanovas.com.br

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança Gerar novo código

Publicidade

Newsletters

Cadastre-se e receba  nossas novidades.

Siga-nos

Siga nossas redes sociais

facebook verde twitter verde Instragran verde